COMO VIREI GAROTA DE PROGRAMA



Meu nome é Lucia, venho aqui relatar algo que marcou muito minha vida, estou com 32 anos, sou morena, 1.70m, 65Kg, muito gostosa, tenho coxas grosas e um quadril largo e arrebitado, nunca tive coragem de contar essas histórias, mas tenho que relatar para tirar da minha cabeça, esse acontecimento ocorreu faz 1 ano, eu trabalhava em um escritório, no qual eu me exaustava em digitar documentos e notas, eu costumava ir embora tarde, na tentativa de ganhar um aumento ou uma promoção. Minhas contas estavam passando do orçamento, eu precisava muito de uma grana extra, certo dia, meu chefe avisou que daria um aumento no final do mês para os funcionários mais aplicados, eu me dediquei muito no mês inteiro, deixando todo meu tempo para o trabalho, chegando no dia da tal promoção, antes de ir ao trabalho me produzi, coloquei um terninho preto colado ao corpo, uma camisa branca, deixei um decote saliente, meu bundão ficou todo arrebitado, passei o dia na expectativa do aumento, no final do dia, meu chefe me chamou na sala, eu fiquei toda na expectativa do aumento, foi quando ele me deu uma noticia horrível, disse que meu trabalho estava muito bom, mas eu precisava me dedicar mais, me deu uns míseros 50 reais de aumento, na hora me tapei de raiva, não falei nada e fui embora. Saindo do escritório, me sentia mal por tudo, trabalhei duro por nada, precisava aliviar a cabeça, decidi ir para casa a pé, eu morava uns 30 mins no escritório, tirei o casaquinho e fui caminhando, cortando os becos, lugares que nunca conhecia, havia muitas pessoas nas ruas, e vários homens me elogiavam, com piadinhas e cantadas, mas nem dava bola. Decidi pegar um caminho mais curto, pegando uma rua transversal, com pouco movimento, essa rua era conhecida como ponto de prostitutas, mas era cedo para estarem ali naquela hora, bem que já fazia noite, e a rua era um pouco obscura, pouca iluminação. Eu deveria passar rapidamente, e com cuidado, recebi varias buzinas, com certeza a maioria pensando que eu fazia ponto, mas eu tava apenas indo para casa, foi quando percebi um carro parando ao lado da calçada, e ouvi uma voz de homem dizendo. “Tudo bem, gata!!! Afim de sair e ganhar uma grana extra ???” Na hora fiquei com um pouco de medo, o homem havia se enganado, foi quando virei o rosto e olhei para o carro, e tive uma surpresa, imagina que era, era meu próprio chefe, o cara que não me deu aumento. “Lucia!!!! Não sabia que era você!!!” “Chefe!!! Que você faz por aqui!!!” “Eu to indo para casa, e passei por aqui, Lucia, você tem que tomar cuidado com essas ruas, tem muita coisa acontecendo na cidade!!!” Vi em seu rosto, a vergonha estampada, havia esquecido da proposta inicial, ele me confundiu com uma prostituta. “Chefe hoje eu decidi ir para casa a pé aliviar um pouco a cabeça!!!” “Lucia, você não quer uma carona?” “Carona!!! Mas o senhor não tem compromisso, não quero atrapalhar!” “Não tenho nada, to livre!!!” Decidi aceitar a carona dele, entrando do carro, com certeza muitos na rua pensavam que eu iria fazer um programa, mas eu e meu chefe era apenas amigos. Saímos daquele local. Meu chefe exclamou “Desculpa, Lucia por ter chegado em você assim!!!” “Não tudo bem, eu senti medo na hora, nunca andei por aqui!!!” “Olha a cabeça minha, te confundi com um garota de programa, me desculpa mesmo!!” “Tudo bem, fiquei apenas chateada, os homens nem conhecem e já vão julgando, eu iria brigar, mas como era o senhor, fiquei mais calma!!” “Que bom, que você não ficou chateada!” “Eu não quero atrapalhar o senhor, não precisa me levar, pode voltar e achar o que você procura!” “Essas horas não tem ninguém, e eu só tenho tempo agora, logo vou para casa e minha esposa não me da folga!” “Ta bom, o senhor que sabe, mas porque parou para mim ?” “Lucia, assim você me deixa acanhado, parei porque te achei muito linda e gostosa!” “Quer dizer que me confundiu com uma garota de programa?” “Estava muito escuro, e realmente pensei que você era uma prostituta!” Eu na hora sabia muito bem o que ele queria. “Uma prostituta!! E quanto você acha que valeria uma prostituta como eu, quanto você me pagaria?” Na hora ele ficou pálido, deixei ele numa posição. “Depende, eu pago pelo que elas fazem!!” “Como assim, pelo que elas fazem?” “Eu falo do serviço, oral, vaginal e anal!!” “Entendi, você fala de serviço completo, e quanto valeria um serviço completo meu, oral sem camisinha, vaginal sem camisinha e anal sem camisinha?” “Nossa, tudo sem camisinha, seria um sonho, nunca fiz isso nas ruas, não confio em ninguém, sei lá, eu pagaria 300 !!!” “Humm, 300, é um bom preço, mas se eu fosse de programa, eu toparia tudo isso, oral sem camisinha, vaginal sem camisinha e anal sem camisinha, tudo por 400, que você acha, seria um bom preço por meu corpo?” Ele não acreditou “Se for realmente verdade, eu pagaria sim!” Seria minha chance de sair do aperto. “Então está combinado, eu topo, faço tudo que você quiser, te dou meu corpo tudinho por 400!!!” Ele balançou a cabeça aceitando. “Quero que você comece aqui!!!” E ele já foi abrindo o zíper, e o carro em pleno movimento, e colocou seu pau para fora, que já estava duro, eu cumprindo, me curvei e segurei seu pau e abocanhei, ele soltou um gemido de tesão, eu chupei como toda minha volúpia, como se fosse uma prostituta profissional, ele tinha um pau muito gostoso, eu engolia ate o talo, deixando ele louco da vida. Quando notei o carro parar, me levantei estávamos em um beco escuro, sem ninguém olhando, ótima para uma transa dentro do carro, ele apertou os bancos deitando para trás, o espertinho da tinha feito isso varias vezes. “Quero que você tire toda sua roupa!!!”. Eu obedecendo tirei minha camisa, deixando meu seios grandes para ele, tirei a calça com dificuldade, e por ultimo a calcinha e o sutiã, fiquei pelada para ele dentro do carro, sem esperar muito ele veio de boca em meus seios, me chupando, eu senti muito tesão, iria ate o fim com aquela loucura, ele também tirou sua roupa, espero que ninguém passasse naquela rua, porque veria nos transando, eu deitei sobre os bancos e ele foi levantando minhas pernas, o espaço era pequeno, meus pés batiam no teto do carro, e veio por cima de mim, enfiando seu pau na minha buceta. “Nossa, Lucia, isso é um sonho, você é muito gostosa!!!”. Ele começou um movimento de copula frenético, eu estava gostando muito, minha buceta estava muito melada de tesão, facilitando tudo, eu me virei ficando de bruços sobre os bancos, com minha bunda arrebitada, ele voltou a comer minha buceta, colando seu corpo ao meu, socando fundo, eu gemia adorando toda aquela loucura, sentia seu quadril bater na minha bunda, e seu pau entrar todo na minha vagina, ele perguntou ao meu ouvido. “Então, vai ser serviço completo, vai me deixar comer seu rabo?”. “Hummm, o meu corpo é todo seu, pode fazer o que quiser!”. Ele tirou o pau e apontou no meu anus, e foi enfiando, na hora senti muita dor, porque fazia muito tempo que não fazia anal. “Calma, vai com calma, acho que não vai dar!!!”. Ele insistente tentou de novo, seu pau tava muito duro, quase arrebentando o meu esfíncter. “Não, não vai dar!!!!”. “Nossa, não seria serviço completo?”. “Desculpe, esta doendo muito!!”. “Eu tenho uma coisinha boa para essa situação!!”. Ele abriu o porta-luvas e tirou um tubo de ky, meu chefe era muito safado, carregou o dedo e passou no meu cuzinho, agora não teria volta, passou também um pouco em seu pau, e voltou colocando o pau na boca no meu anus, e enfiou de uma vez só, senti um dor tremenda, o pau dele entrou tudo. Soltei um urro de tesão. “Desculpe, Lucia, tinha que fazer isso, você tem uma bunda muito gostosa!!”. “Chefe, que você fez ai atrás, assim você Acompanhantes em Copacabana me mata!!”. Ele foi mexendo com cuidado, eu estava gozando, cada socada era muito gostosa, no final ele fez movimentos mais bruscos, estava pronto para gozar. “Então, vai querer gozar na minha boca?”. Assim ele levantou e apontou seu pau na minha boca, largando jato de porra, eu abocanhei e comecei a sugar tudinho, engolindo gata gota, ele gemia, eu chupei tudinho, ele havia gozado muito. “Nossa, foi muita loucura, você é muito gostosa!!”. “Que bom que gostou, então valeu os 400 reais?”. “Valeu sim, você vale muito mesmo, nota 10!”. Eu dei uma risadinha. “Agora só falta me pagar?”. Ele puxou a carteira e me deu o combinado. Depois ele me levou para casa, “Lucia, foi muito gostoso, ate massagistas rio de janeiro amanha no trabalho!”. “Ate amanha!!!”. Fui para casa, foi a maior loucura que fiz, vender meu corpo, mas bem que valeu a pena, eu queria tirar cada centavo do meu chefe, não meu deu aumento pelo meu trabalho, para ele o que valia mais era meu corpo. No outro dia, no trabalho, nós olhamos, mas disfarçamos como se não tivesse acontecido nada. Passei o dia normal, mas no fim do trabalho, na hora que eu tava indo embora. Meu chefe pulou da sala, veio até mim. “Lucia, desculpe chegar assim, não quer que eu te leve embora?”. Eu aceitei. Mas isso fica para um próximo conto. Abraços a todos. Bjos.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15

Comments on “COMO VIREI GAROTA DE PROGRAMA”

Leave a Reply

Gravatar